Muçulmano perseguido deixa seu país mais não abandona a Cristo.

E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”. João 8.32

2627176

Um Muçulmano Chamado Yasser Hamid, nascido e criado em uma família muçulmana, apos aceitar a Jesus Cristo, viveu  momentos desesperadores , perseguido por seguir  o evangelho, sofreu vários ataques, enfrentou sérios problemas judiciais e acusações de blasfêmia.

Yasser, teve que abandonar seu país para não abandonar a fé ,  baleado 6 vezes , sofreu com  a perda de seu irmão caçula o qual, morto por extremistas por ter ser tornado um cristão ,  depois de uma invasão policial na casa de um amigo onde vivia escondido,  Yasser se convenceu que seria mais seguro deixar  o país, e fugir para Europa para não abandonar a Jesus Cristo.

Leia Carta de Yasser Hamid na Integra

“Meu nome é Yasser Hamid, nasci em uma família muçulmana e era um ativista político e estudioso de religião comparativa. Eu conheci Jesus e passei a segui-lo. Desde então, enfrentei sérios problemas judiciais e acusações de blasfêmia. A minha curiosidade sobre a fé vem do contexto religioso da minha família. Minha mãe era uma estudiosa islâmica e outros membros da minha família eram clérigos muçulmanos.

Em novembro de 2004, eu, que um dia fui um cético e intelectual muçulmano, fui batizado com minha esposa, meu filho, minha filha e mais dois parentes. Por conta disso, além das acusações de blasfêmia, sofri vários ataques. Fui baleado seis vezes. Extremistas assassinaram meu irmão mais novo, que também havia se tornado cristão.

Passei a me esconder, mas uma invasão policial na casa de um amigo, em outubro de 2005, me convenceu de que seria mais seguro para todos se eu deixasse o país. Desde que fugi para a Europa, meus familiares tiveram de se esconder para ocultar sua identidade.”

Fonte : Portas Abertas

Deixe uma resposta