Menina de 8 anos morre após lua de mel no Iêmen

foto
Foto: Imagem Ilustrativa
Projeto de lei tentou aumentar idade mínima para casamento, mas foi rejeitado

Um caso que choca o mundo, ocorreu na área tribal de Hardh, no Iêmen, no último final de semana. Uma criança de oito anos identificada como Rawan morreu durante a lua de mel com o marido, de 40 anos.

A menina havia sido vendida pelo padrasto por valor equivalente a cerca de R$ 6 mil.

De acordo com  o jornal alemão “Der Tagesspiegel”, a causa da morte foi uma ruptura uterina após a relação sexual entre ela e o novo marido. Ela chegou a ser levada a uma clínica, mas não a tempo de ser salva.

Ativistas de organizações de direitos humanos pedem para que o casamento no país passe a ser restrito a maiores de 18 anos

Casos semelhante já aconteceram no Iêmen chamaram a atenção internacional em 2010, quando uma adolescente  de 13 anos morreu de hemorragia interna depois de ter tido relações sexuais com o marido

“Após este caso horrível, repetimos essa nossa exigência”, afirmou um representante do Centro Iemenita de Direitos Humanos. (com informações Jornal o Globo )

Deixe uma resposta