Menino cristão é torturado e assassinado na Índia por crer em Deus

Um Criança de 7 anos de idade, foi torturado e assassinada  no norte da Índia, por causa de sua fé cristã, segundo  a agência missionária Gospel for Ásia.

menino-cristão-mortoO corpo do garoto, identificado como Anmol, foi encontrado em uma lagoa na semana passada com lesões chocantes que revelam que ele foi submetido a torturas antes de ser brutalmente assassinado.

Ele desapareceu no dia 17 de novembro depois de participar da escola dominical em uma igreja evangélica perto de sua casa, no dia seguinte os seus pais identificaram o seu corpo ao ser retirado da lagoa.

A família de Anmol tem sido alvo de perseguição desde 2003, quando seu pai Harish, se converteu ao cristianismo depois de testemunhar a cura milagrosa de seu irmão mais velho.

Muitos outros membros de sua família chegaram à fé, e Harish era conhecido como “um dos crentes mais fortes”, da igreja local. Sua família tem recebido inúmeras ameaças de violência e inclusive de morte por causa de sua fé.

O menino de 7 anos de idade, cuja boca estava amordaçada, tinha um corte no pescoço, os dedos das mãos quebrados e o rosto cortado e queimado. Fragmentos de carvão ou lenha também foram encontraram no interior de seu estomago, provocando queimaduras em seu abdômen.  No entanto, o relatório da autopsia indica que a causa final da morte foi por afogamento.

Um funcionário disse: “Esta claro que foi brutalmente assassinado…. Foi torturado de uma maneira desumana”.

KP Yohannan, fundador e diretor internacional da Gospel for Asia (GFA) disse: “É impensável que isso tenha acontecido como uma criança assim”.

“A perseguição contra os cristãos é um assunto em andamento que vemos acontecer a cada semana. Na verdade, aumento em 400% nos últimos anos, mas a morte de uma criança como esta, é algo inédito. Nesta horrível tragédia, somente encontramos força esperança em Jesus”.

Os membros da equipe do Evangelho na Ásia estão com a família do menino, proporcionando conforto e apoio nestes momentos de tristeza.

Cerca de 200 crentes se reuniram para o funeral do pequeno, no dia 19 de novembro, incluindo o pastor da GFA apoiador local.

“Ver o lamento das pessoas e dos pais era verdadeiramente desolador”, comentou um repórter.

“Realmente foi um incidente doloroso e intolerável”.

O assassinato de Anmol surge na sequencia de avisos de perseguição e violência contra os cristãos que esta crescendo na Índia, onde muitos estados têm leis discriminatórias que limitam igrejas e ameaçam os cristãos convertidos com penas de prisão de até três anos.

Gospel for Asia convoca a todos que orem em favor da  família de Anmol, de modo que seus perseguidores venham a conhecer o amor de Cristo, e para a proteção de todos os crentes na Índia.

Com informações de Gospel For Asia

Deixe uma resposta