Casal bate recorde com casamento de 81 anos e diz qual o segredo da saúde do matrimônio

A esposa Ann Betar enaltece o domínio dos dois sobre o casamento, reforçada pela graça de Deus

Um casal do estado do Connecticut, leste dos EUA, bateu recorde depois de completarem mais de três quartos de século juntos, sendo assim nomeados como o “casal mais duradouro da América” no encontro cristão Worldwide Marriage (Casamento em Todo O Mundo).

Ann Betar, de 98 anos, e seu marido John, de 102 anos, celebraram seu 81º aniversário de casamento na última semana, depois de terem passado por vários obstáculos desde o começo, quando se conheceram em 1932 e tiveram que fugir.

A fuga do casal foi tida como inevitável pelos dois, depois de passarem pela rejeição do pai de Ann, que queria que ela se casasse com um homem vinte anos mais velho do que ela, conduzindo os dois a saírem de Harrison, estado de Nova York (EUA), até Bridgeport, em Connecticut. No entanto, em uma entrevista ao canal norte-americano ABC, John Betar afirmou que a presença da família foi um dos fatores que mais colaboraram para a união estável do casal, dando forças para ficarem juntos por tanto tempo.

Ao ceder alguns conselhos para perdurar uma relação, John Betar ressaltou a importância da compaixão e de um entendimento mútuo, que levou os dois a se amarem acima de qualquer condição colocada pela vida. “Não guarde rancor. Perdoe uns aos outros. Viva de acordo”, afirmou ele.

Para complementar o raciocínio de John, a esposa Ann Betar também enaltece o domínio dos dois sobre a relação, reforçada pela graça de Deus. “Estamos felizes. É um amor incondicional e de compreensão. Tivemos isso. Consideramos que seja uma bênção”, descreve ela.

O casal Betar gerou cinco filhos, sendo presenteado mais tarde com 14 netos e 16 bisnetos. Nos últimos quinze anos, eles perderam o único filho homem e uma filha, o que foi a pior coisa que um casal de pais pode enfrentar.

Fonte : The Christian Post

Deixe uma resposta