"73% só confiam na Família" – Pesquisa revela que brasileiro só acredita na família

family with children on hands, sunset skyO brasileiro, que sempre teve fama de ingênuo, anda muito desconfiado. Umapesquisa, revela que hoje, ele só acredita mesmo é na família.

De acordo com dados da pesquisa, 62% dos que responderam à pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) disseram que tem pouca ou nenhuma confiança nas pessoas, em geral. Ao todo, 18% só confiam nos amigos e apenas 11% confiam nos vizinhos. O índice mais baixo foi nas relações do trabalho: só 9% confiam nos colegas.

O gerente da pesquisa da CNI, Renato da Fonseca, diz que a desconfiança custa caro.  “Porque aumenta a burocracia, você exige mais documentos porque você não confia que na lisura da pessoa que está negociando, então você tenta se garantir de que você pode reaver alguma coisa na justiça”.

Mas a pesquisa também mostra que nem tudo está perdido. A confiança existe sim e mora bem perto da gente: dentro de casa, na família.

A matriarca da família Raulino, Neusa, tem 95 anos e junto com o Edmundo construiu uma numerosa família. São 12 filhos, 56 netos, 101 bisnetos e 19 trinetos. Contando com noras, e genros, a família fica com 242 pessoas.

Elas juram que não brigam. “Não, atrito a gente até pode ter. Às vezes se aborrece um com outro, mas a gente nunca fica de mal”, diz Gioconda Raulino.

Dos entrevistados, 73% dos entrevistados disseram que só confiam muito na própria família. “A ideia de afeto, de carinho, de segurança psicológica, é tão importante quanto se alimentar”, afirma o antropólogo George Zarur.

Fonte : Jornal Hoje 

Deixe uma resposta