O CRENTE QUE FALTOU AO CULTO

João 20: 24 – Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.

Pastor Paulo Affonso Generoso, pastor presidente da Assembleia de  Deus Betel Advogado e Debatedor da Rádio 93 FM

Pastor Paulo Affonso Generoso,
pastor presidente da Assembleia de Deus Betel
Advogado e Debatedor da Rádio 93 FM

Estamos vivendo um tempo difícil, onde os crentes faltam muito aos cultos na casa do Senhor e é certo que tem alguém por detrás disto.   São tantos os motivos para não vir ao culto que podemos ouvir Tim Maia cantando lá da “sepultura”: Me dê motivos e me faltaria espaço para relacioná-los, mas gostaria de passar aos contumazes faltantes de cultos de sua igreja as seguintes advertências:

  1. O culto não é realizado para você como igreja do Senhor, mas é realizado por que você é a igreja do Senhor e tem o deve espiritual de adorá-lo em comunhão com seus irmãos (At. 2.44,46);
  2. O culto não é feito para você se alegrar, a alegria deve começar só com o convite de vir à casa do Senhor. (Sl. 122.1);
  3. O culto não é feito para você, seus amigos e convidados; é feito para o louvor e glória de Deus, portanto se você não gosta do culto, significa dizer que você está muito mal mesmo e precisa participar melhor dos cultos (Sl. 100);
  4. O culto não é feito para você tirar proveito, mas aproveitar a oportunidade para adorá-lo na beleza de sua santidade; (Sl. 95.6);
  5. O culto não é feito por sua causa, mas por causa do Senhor que deu a sua vida por nós, ademais Ele é Senhor e você é servo e servo é para servir a Deus (At. 2.26);
  6. O culto não é realizado para tão somente  suprir as necessidades espirituais das pessoas, mas para as pessoas agradecer ao Senhor porque tem suprido as nossas necessidades; ( I Pe.1.7);
  7. O culto não tem o condão de ser um espetáculo para você ao sair se sentir satisfeito indo de volta para casa, mas é uma ação espiritual de reconhecimento de sua soberania sobre nossas vidas, a quem devo dar o primeiro lugar (Fl.1.21);
  8.  O culto é a ação espiritual diária do crente em celebrar ao Senhor com louvor, ações de graças e em comunhão, com alegria e singeleza de coração para que o Senhor possa acrescentar a Igreja os que se hão de salvar (At. 2.46,48);
  9. O culto é um espaço reservado para se sentir o amor do Pai e, com efeito, o  desejo de morar na Casa dEle e contemplar a Sua formosura e aprender no seu templo (Sl. 27.4);
  10. O culto é o momento de dizermos a Deus o quanto o amamos pelo que Ele é; receber seus ensinamentos, sentir Sua presença e tributar-lhe honra, glória e louvor porque assim como em Lucas 19.47 Ele continua todos os dias no templo para nos ensinar a viver uma vida de plena de unção para Sua Glória.

Leia Também : COMEMORE A VITÓRIA SEMPRE

“OS SETE PERIGOS QUE O FARISEU EXALTADO ENFRENTOU”

                           Pr. Paulo Affonso Generoso

 

Deixe uma resposta