PROJETO EVANGELÍSTICO RESGATA PROSTITUTAS E TRANSEXUAIS DAS RUAS DA ITÁLIA

2016032311035520160323110537Durante três dias da semana um grupo de evangelismo do projeto 72 Ore Per Cristo , saem pelas madrugadas frias das ruas da Itália com o propósito de resgatar prostitutas e transexuais levando salvação através da Palavra de Deus.
O trabalho evangelístico acontece todas quintas, sextas e sábados, onde levam para “Casa Família ”do Projeto 72 ORE prostitutas e transexuais .

O projeto foi implantando pela igreja Italiana, “ Cristiana Evangelica ADI di San Giuliano Milanese & Lodi”.
Presidida pelo Pastor Gennaro Chiocca A “CASA FAMÍLIA ”do Projeto 72 ORE, é dividida em três estruturas diferenciadas, que atendem : Prostitutas, mães solteiras, transexuais viciados em drogas e anciãos.

O projeto “72 horas Para Cristo” envolve campanhas de sensibilização contra o tráfico para exploração sexual em casarifugio1todopaís, graças a uma unidade móvel da estrada . Em particular, a associação administra casa para mulheres vítimas de tráfico que tem um endereço secreto porque são estruturasrefúgio“, casa de proteção.

20160323110809 (1)Os que aceitam saírem das ruas e mudarem de vida, durante três meses ficam sem nenhum contato externo. O Período de cada recuperação, é variável entre 6 meses e um ano.

No primeiro período da recepção as meninas não podem ter o telefone celular pessoal e podem sair somente acompanhadas pelos funcionários devido à falta de confiança nas pessoas que querem ajudá-las com amor e honestidade ,somente com o tempo, por causa das experiências que elas viveram, conhecendo bem os voluntários da associação, as meninas aprendem a confiar e trabalhar juntos para reconstruir suas vidas . Quando elas abrem seucorações ao casarifugio2Senhor, não dificuldade que elas possam  temer!  Várias meninas já foram salvas e batizadas no Espírito Santo.

O Projeto oferece, amparo físico, emocional e espiritual. As pessoas recebem oportunidade de voltar a estudar e trabalhar. Para os imigrantes sem documentação, há possibilidade de se legalizar recebendo toda orientação.

Uma estrutura completa para uma ressocialização. Atualmente o projeto que é implantado em várias cidades da Itália, tem a estrutura localizada na cidade de Lodi . Mesmo com dificuldades financeiras, o Projeto 72 Ore atualmente abriga diversos internos , entre prostitutas e transexuais.

Em parceria com a Evangelica ADI di San Giuliano Milanese & Lodi, os missionários Marcos Roberto e Rita Almeida que presidem a Chiesa L’talia Per Cristo, vêm trabalhando há um ano dentro do Projeto.

O amor que supera os frios das madrugadas

 

20160323105853De acordo com o Pastor Marcos Roberto parceiro do Projeto, um dos principais desafios estão a falta de recursos e voluntários, mas o resultado tem superado todos os limites.Ver cada vida ser recuperada na área emocional, física e espiritual, tem superado qualquer desafio para ele.

12308484_1134196609946926_3559435927878838399_n

Missionários Marcos Roberto e Rita Almeida com seus filhos, parceiros do projeto

Entre os que abandonaram a vida nas ruas e hoje vive um testemunho de transformação pela Palavra de Deus, estão 2 brasileiros, do estado do Rio de Janeiro e Bahia.

O programa de evangelização já levou salvação também para meninas forçadas à prostituição .
Pastor Marcos Roberto nascido em São Paulo, já vivenciou na pele a experiência de um passado triste e oprimido nas ruas do Rio de Janeiro. Decidido a sair do mundo das drogas e homossexualidade, encontrou ajuda de outras pessoas evangélicas, através da ação transformadora do Espírito Santo, foi totalmente liberto, hoje não trás nenhuma sequela de seu passado obscuro. Convertido ao evangelho desde 1997, atualmente tem um Ministério Consolidado pela Palavra de Deus, onde preside há mais de 4 anos a Igreja Chiesa L’talia Per Cristo na Itália, foi abençoado por Deus com uma linda família, é e casado há 15 anos com a mesma esposa, Pastor Marcos é pai de 2 filhos e hoje desfruta da alegria de viver com Jesus. Com uma vida transformada, disponibiliza seu tempo a serviço do Reino de Deus, realizando trabalhos de evangelização e amparo social direcionados também à imigrantes.

Deixe uma resposta