PRINCÍPIOS PARA UM NAMORO CRISTÃO

PARA UM CRISTÃO NAMORO NÃO É APENAS UM RELACIONAMENTO MAS COMPROMISSO COM DEUS


 O namoro evangélico não é tão simples ele é muito diferente de um namoro ímpio, os seus princípios vai além de caricias e abraços, é um período muito importante e de muita responsabilidade na vida de duas pessoas que seguem uma doutrina eclesiástica e, buscam uma  posição diante da vontade de Deus.

Um relacionamento cristão representa um período de  transição entre um homem e uma mulher servos do Senhor Jesus Cristo, sendo que ambos devem ter um bom nível de maturidade e um ritmo de comunicação orientados e preparados por Deus para um futuro casamento. Se um  namoro cristão que não tem como alvo um casamento, sequer deve ser iniciado, pois é uma preparação, um período importante de  conhecimento mútuo, conhecimento da alma, do coração, nunca do físico um do outro. Ao contrario do que se aprende fora da igreja o aspecto físico está destinado para depois do casamentto embora o desejo seja que ambos se tornem íntimos em seu relacionamento, A relação sexual está destinada a ser desfrutada apenas entre pessoas devidamente casadas de acordo com Hebreus 13.4; “O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais e os adúlteros”. Portanto, exige disciplina própria, vigilância constante. É um tempo onde se obtém oportunidade de duas personalidades diferentes se harmonizarem, conhecerem um ao outro. Comunhão espiritual é fator primordial. Lembre-se que quanto mais próximo de Deus, mais próximo estarão um do outro. Este período também serve para confirmar a perfeita vontade de Deus para a vida de ambos.

Para iniciar um namoro evangélico é primordial que ambos sejam de sexos diferentes, Deus condena a união de pessoas com o mesmo sexo, ele criou o homem e depois a mulher para ser a sua companheira como está escrito em  Mateus: 19:4 “Respondeu-lhes Jesus: Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher”, Deus também ama os homossexuais  assim como a todos mas condena a sua pratica que vai contra os princípios das sagradas escrituras que lhes afastam da salvação. O interesse de ambas as partes deve estar voltado para a personalidade, gostar do outro independente da aparência física ou do que a pessoa possui materialmente, mas sim pelo seu caráter, e sua conduta, o interesse maior deve ser estabelecido na parte espiritual da pessoa que é a mais importante sobre todas, deve também reconhecer que cada cristão é chamado de propriedade particular, pessoal, peculiar de Deus como esta escrito em 1 Pedro 2.9 “Mas vòs sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”, se o casal não respeita tal fato está desrespeito os princípios de Deus e desrespeitando o próprio Deus, a pessoa, a família dela, e o futuro casamento. Procurar a todo custo evitar  os avanços físicos, como tocar em partes mais intimas do corpo, isso pode provocar desejos sexuais, esperar o dia é a hora certa para se ver é muito importante é preciso respeitar e ter paciência com os compromissos do dia a dia,  ter cautela com o modo de vestir, em sua conversa, em seu comportamento e mesmo nos gestos. Lembrar sempre de semear um ambiente agradável em que vale a pena estar juntos, é muito importante evitar ficar sozinho em lugares fechados por muito tempo, é bom procurar atividades com outras pessoas, o casal deve esta sempre diante a vontade de Deus e iniciando assim um relacionamento estará semeando um casamento  abençoado.

Um cristão deve sempre procurar um companheiro que tenha os mesmos princípios, por isso precisa procurar sempre pedir direção de Deus para colocar alguém em seu caminho que também seja evangélico e siga a mesma religião. Um casal precisa se unir por amor, nunca se sentir pressionado, um cristão não deve casar pensando que sua vida se endireitará depois do casamento. Antes de tomar a decisão de se casar deve procurar ver qual é a relação do pretendente com Deus, os hábitos, os pais, o modo de vida. Muitos casam para desfruta da vida sexual, mas o casamento vai além do sexo, é estar envolvidos um com o outro para viver juntos momentos bons e rins,  assim como esta escrito em Mateus 19:6 “Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe” o Casamento é para sempre, ou seja, “até que a morte os separe”.

Por Iris Jeremias 

Deixe uma resposta