Sofrer ou Sorrir

silmarcoelho1

Dr. Silmar Coelho é casado com Janice Coelho há mais de 38 anos. É pai de 4 filhos, Tiago, Filipe, Lucas e Cristine. Avô de 8 netos, Ana Lia, Giovanna e Serena, Pedro Filipe e Arthur, Luka, Lis e Leo. Tiago e Lucas são pastores.

Há pessoas que aprenderam a sorrir, apesar das dores que sentem. O rosto alegre esconde enorme tristeza. Nem sempre são as lágrimas que revelam dor, às vezes são sorrisos fingidos. Estão cansadas de promessas não cumpridas, de se sentirem sem valor, ou de serem tratadas como objetos. O sorriso disfarça o quanto estão quebradas por dentro. Esgotadas por carregar tanta dor por dentro. Esperando alívio que nunca chega. Feridas mentalmente e emocionalmente por todas as vezes que confiaram em alguém e ficaram decepcionadas. Alcançar felicidade parece utopia.

  Também sofro e sinto dor. Também sorri para esconder o sofrimento. Também fui decepcionado e enganado. Meu coração também foi partido e quebrado inúmeras vezes. Porém, crer em Deus e no seu infalível e constante amor fez toda diferença. A vida é como um piano; tem teclas brancas e pretas, alegrias e tristezas; mas tanto as brancas como as pretas produzem música. O segredo é deixar que o Supremo Compositor toque e componha a música. Deus sabe como tocar tanto na alegria como na dor até fazer da sua vida uma extraordinária sinfonia.

Deixe uma resposta