O INCONDICIONAL AMOR DE DEUS

Dr. José Wellington Fagundes Marins, Pastor Casado, pai de 2 filhos graduado pela Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas, com curso de pós graduação pela FEMPERJ – Fundação Escola do Ministério Público – RJ.

O amor de Deus é singular, impar, inigualável, incomparável porque entre outros aspectos ele é INCONDICIONAL, ou seja, ele é imune a influencias alheias/externas. O amor de Deus não está condicionado a nenhum fator externo. Eu não preciso reunir condições para que Deus possa me amar, porque o amor de Deus é espontâneo e não condicionado.

Nós não fizemos nada para merecer esse amor, pelo contrário, nossa natureza pecaminosa, nossa corrupção e nosso pecado atrai a ira de Deus (a reação da Sua Santidade). Portanto, o mérito do amor de Deus está Nele mesmo (Deus é amor, 1 Jo. 4.8) e não em nós. Deus nos ama não porque Ele tem alguma obrigação (como se tivesse alguma dívida para conosco) ou porque merecemos: Deus nos ama porque Ele é amor o que equivale dizer que Deus não apenas é amoroso, mas o amor é parte de sua essência, de sua natureza.

O amor não é aquilo que Deus faz, mas aquilo que Ele é. Philip Yancey em seu livro “Maravilhosa Graça”, diz que “não há nada que possamos fazer para que Deus nos ame mais do que já nos ama e não há nada que possamos deixar de fazer para que Deus deixe de nos amar.” Em I João 4.19 lemos, “nós o amamos porque Ele nos amou primeiro”. A Bíblia nos diz que “se nós o amarmos, guardaremos os Seus mandamentos” João 14.15, mas a Bíblia não diz que se guardarmos os seus mandamentos Ele irá nos amar.

Isso porque nossa obediência é nossa melhor resposta a Seu amor por nós e não a causa de Seu amor que é incondicional. Crer nisso nos leva a uma vida de segurança e alívio ao saber que mesmo que o mundo, o diabo e a carne conspiram contra nós, há um Deus de amor que nos ama apesar de nós e que trabalha por nós e não contra nós (Isaias 64.4).

 

Deixe uma resposta