Tome decisões positivas!

Elizete Malafaia é pastora, psicóloga, terapeuta de família e coordenadora do Grupo de Terapeutas Cristãos

A trajetória do ser humano desde o Éden está baseada em escolhas. Ao criar o ser humano e colocá-lo no jardim do Éden, Deus também ordenou: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás (Gênesis 2.16-17). Porém, a partir da decisão que tomaram, o pecado entrou no mundo e, como consequência, o ser humano se tornou propenso a pecar e a tomar decisões negativas, interferindo em toda a história da humanidade.

Existem decisões que se não forem tomadas de modo positivo e acertado poderão trazer consequências para nossa vida e para nossas gerações. Algumas são vitais, como: com quem casar, que profissão seguir, onde passar a eternidade, o lugar que Deus ocupa em nossa vida, o que realizar como filho de Deus.

Outras decisões comportamentais podem influenciar nossos relacionamentos ,como: murmuração, frustração, rejeição, infelicidade, harmonia interior, fé, paz, alegria, bondade, amor ou perdão; se teremos uma vida próspera e abençoada ou infeliz e amaldiçoada.

Foram essas decisões que Deus colocou diante dos israelitas no deserto, antes de entrarem na terra prometida. Eu lhes dou a oportunidade de escolherem entre a vida e a morte, entre a bênção e a maldição. Escolham a vida, para que vocês e os seus descendentes vivam muitos anos (Deuteronômio 30.19). Mais uma vez o ser humano estava sendo direcionado a fazer escolhas certas e que seriam vitais para serem abençoados.

A escolha de uma vida abençoada e positiva não é uma decisão que fazemos só uma vez. A cada momento, precisamos decidir por Deus e por uma vida que corresponda à vontade divina. Se forem humildes e me obedecerem, vocês comerão das coisas boas que a terra produz (Isaías 1.19).

Constantemente, vemo-nos diante de escolhas importantes ou não. E, muitas vezes, decidimos sem analisar ou pensar nas consequências. Em qualquer dos casos, devemos sempre pedir a orientação de Deus, pois a Sua vontade será sempre a melhor e a certa. Somente assim, teremos paz conosco e uma consciência em harmonia com Deus.
Em nossa trajetória, seremos confrontados a optar pelo caminho fácil, pelo prazer superficial, ou por uma vida bem-sucedida. Contudo, o êxito e o insucesso estão no poder das nossas escolhas.

Jesus nos orienta a tomarmos decisões sábias para sermos bem-sucedidos, e a melhor delas é edificarmos nossa vida sobre a rocha (Lucas 6.46-49).

Para sermos abençoados, prósperos e termos uma vida positiva e otimista, algumas decisões são fundamentais, como: servir a Deus, ser obediente aos Seus princípios, dizer não à nossa vontade e sim à vontade de Deus, tendo uma conexão direta com Ele por meio do Espírito Santo (Romanos 8.6). Somente assim, desfrutaremos de uma mente aberta para o novo de Deus e teremos vida abundante e paz!

Deixe uma resposta