Jovem que teve testa tatuada é batizado em igreja evangélica

Acusado de tentar roubar bicicleta, adolescente ainda passa por tratamento para remover mensagem “Eu sou ladrão e vacilão” da cabeça

No último sábado (30) dezembro de 2017 , o jovem Juan, que ficou conhecido por ter a testa tatuada com a frase “eu sou ladrão e vacilão”,  declarou  sua fé em Jesus Cristo e se batizou durante uma cerimônia realizada em uma clínica de reabilitação na cidade de Mairiporã na Grande São Paulo realizado pela  Igreja Renascer em Cristo.

“Hoje depois de ouvir a palavra na clínica onde está se recuperando, [ele] resolveu renascer em Cristo, livre do passado e daquilo que satanás quis colocar como uma verdade em sua vida”, disse o jovem em uma publicação no Facebook.  No dia do batismo de Juan, outros 9 pacientes da clínica de reabilitação também desceram as águas.

Juan foi tatuado em junho do ano passado, em São Bernardo . O momento foi filmado pelo vizinho dele, o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos.

Os dois disseram à Polícia Civil que a tatuagem foi uma forma de punição contra o adolescente, pois ele queria furtar a bicicleta adaptada de um deficiente físico. Maycon e Ronildo foram indiciados pelos crimes de constrangimento ilegal, lesão corporal e ameaça.

O adolescente negou que tenha tentado furtar a bicicleta de um deficiente físico, como alegaram Ronildo e Maycon. “Eu estava bêbado, esbarrei na bicicleta e ela caiu”, disse ele em entrevista ao G1. Juan afirmou ainda que teve “vontade de morrer” depois da tortura.

O dono da bicicleta, o ambulante Ademilson de Oliveira, de 31 anos, condenou a atitude do tatuador e seu comparsa na ocasião. “Não consegui dormir pensando nisso. Fui dormir com medo, meu coração apertado, chorei nessa noite”, declarou.

Deixe uma resposta